lunes, 30 de mayo de 2016

CERIMÔNIA DE MATRIMÔNIO NA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL

De acordo com a CCB: 
"Não é permitido realizar casamentos nas Casas de Oração da Congregação Cristã no Brasil." ( "Pontos de Doutrina e da Fé que foi dada aos santos",página 8) 

O Compromisso de Casamento 

Os noivos da Congregação não se casam no Templo, geralmente, o cooperador faz uma oração ao casal uma semana antes do casamento, podendo ser na residência dos pais dos noivos, ou ainda na futura residência do casal (se já possuírem, claro!) 

Nesse dia o cooperador faz uma apresentação do casal que poderão ter convidados, ou então somente os familiares e amigos mais íntimos. É oferecida uma recepção a todos, jantar ou mesmo um coquetel. 

O véu somente é usado em orações e cultos religiosos, ou seja se a festa do casamento for iniciada com uma oração, as mulheres cobrirão a cabeça, caso contrário não. Na festa as mulheres não usam véu. 

O Cerimonial 

Não há celebração religiosa. Os noivos casam-se apenas no civil e seguem todo protocolo de um casamento religioso tradicional: 

- Entrada dos padrinhos; 
- Entrada do noivo; 
- Entrada da noiva; 
- Entrada de daminhas, pajens (alianças e flores) 
- Músicas e hinos escolhidos pelo casal e permitidas para a ocasião. 

A Festa 

Depois da cerimônia civil, os convidados são recepcionados com uma grande festa. 

Os casais com menos possibilidades financeiras recebem ajuda da Igreja que através dos membros organizam e se responsabilizam desde os trajes que os noivos irão usar até a recepção. 

Quando o casal ou familiares tem um melhor poder aquisitivo, são contratadas empresas que se encarregam de toda organização. 

A CCB proíbe o casamento de seus fieis com pessoas de outras religiões (inclusive evangélicos) 

"Comunhão com os infiéis: A Palavra de Deus não admite sociedade com os infiéis em negócios desta vida, nem tampouco em enlaces matrimoniais. (II Cor. 6 vs. 14/16). É obrigação do ancião ou cooperador apresentar com cuidado esta exortação feita à Igreja de Deus, a fim de evitar uma ruptura no perfeito plano de Deus." 
Enquanto os cristãos acreditam que os "infiéis" sejam apenas os incrédulos, os adeptos da CCB incluem entre eles os próprios evangélicos. Acreditam que os evangélicos são seitários, excluídos da fé da CCB, portanto, como indivíduos que não são da mesma fé, são reputados como infiéis, estranhos a doutrina, e distantes da verdade.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada