lunes, 20 de junio de 2016

SINOPSE DO LIVRO AS ROUPAS DOS SANTOS



sinopse


Este livro é um tratado de ética sobre vestes e ornamentos para cristãos santos. Os santos de Deus, são pessoas separadas, a palavra santo significa isso mesmo: Separado. De forma que aqueles que querem servir a Deus devem ter um proceder diferente dos homens ímpios. A apresentação exterior de um santo se vislumbra nos seus trajes e ornamentos. A simplicidade, a modéstia são enaltecidas em cada detalhes. Por outro lado o santo de Deus repudia todo tipo de roupa, moda ou ornamento que desperte o apetite sexual. Cristã se veste não para passar na rua e ser considerada “gostosa”, mas inibir os maus caracteres pela pureza, santidade e sobriedade. Infelizmente não dá mais para diferenciar uma cristã de uma mulher mundana e desta de uma prostituta. Cada um viva como quiser e de acordo com sua consciência, se vista como quiser e também se não quiser vestir-se tudo bem, mas quem tem compromisso com Deus deve mudar seu guarda-roupa.


Orelha dianteira

As nossas vestes também dizem muito a respeito do nosso estilo de vida, todo mundo sabe diferenciar um mendigo de um milionário, e isso sem ter a necessidade de conversar com eles ou calcular o seu patrimônio financeiro, o que na maioria das vezes precisamos é somente prestar atenção no tipo de roupa que eles estão vestindo e dessa observação nós podemos extrair uma quantidade enorme de informação daquela pessoa, as pessoas distingue o rico do pobre, o nobre do camponês, o militar do civil, o executivo do operário, até mesmo que time determinada pessoa torce, como também em um analise mais profunda diferenciamos o povo de Deus, do homem profano. As roupas que vestimos fazem parte de nós, portanto, na podemos tratar esta questão vulgarmente. Alguém certa vez disse: MOSTRE-ME O TEU GURDA-ROUPA E EU TE DIREI QUEM TU ÉS.”

orelha de trás

As roupas e os ornamentos que as pessoas carregam no seu corpo constitui-se uma parte integrante do individuo por isso mesmo a roupa que você veste ela fala por você, comunicando aos outros quem é você. Na verdade o psicólogo Flugel no seu livro “The Psychology of Clothes” disse sabiamente: “É através das roupas que formamos a primeira impressão de nosso semelhante. A delicada discriminação dos traços faciais necessita de certa aproximação íntima. Mas as roupas, apresenta uma superfície muito maior para inspeção... No caso de um individuo desconhecido, as roupas que usa nos dizem imediatamente algo se seu sexo, ocupação, e posição social.”


CONTRA-CAPA

Adão e Eva segundo podemos inferir do texto de Gênesis 2 e 3 estavam fisicamente nus, mas uma espécie de luz os cobria, de maneira que quando mantinha relações sexuais eles não precisavam tirar nenhuma roupa, pois fisicamente já estavam nus (Gênesis 2.25). Mas uma áurea de luz os cobriam constantemente, de maneira que ninguém veria a nudez de outro, a não ser o esposo com sua esposa, esta luz seria algo como o fenômeno do fotogênese que irradia luz do corpo como ocorreu com Moisés (Êxodo 34.29-30) e Jesus (Mateus 17.2). Com a queda da humanidade, na qual degeneramos para uma natureza inferior, restou uma evidência inquestionável desta queda: A nudez. Todas as criaturas possuem “vestes naturais”, menos os humanos. Se fossemos frutos de uma evolução biológica, os seres humanos teriam cobertura natural. Enquanto a humanidade não for restaurado temos que nos virar com roupas. Este livro trata a questão ética sobre roupas e ornamentos compatíveis aos santos de Deus.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada